Aprendendo melhor com o ensino experimental


Certamente que todos concordarão que o ensino experimental das ciências tem inúmeras vantagens face a um ensino mais teórico e expositivo. O Quadro Estratégico para a Cooperação Europeia no Domínio da Educação e Formação (EF2020) tem como um dos seus objectivos: “Assegurar que todos os alunos atinjam um nível adequado de competências em Leitura, Matemática e Ciências”. Deste modo, nas aulas desdobradas de CFQ tem-se procurado contribuir para se cumprir este objetivo.
Os alunos são convidados a participarem na realização de pequenas experiências físicas e químicas, manuseando materiais e reagentes. Tais procedimentos, por mais simples que sejam, ajudam os alunos a relacionarem os conceitos teóricos com a realidade prática. A realização de tais atividades apenas é possível porque os alunos se encontram desdobrados em grupos mais pequenos, que permite a execução dos procedimentos experimentais, cumprindo as respetivas regras de segurança.
Neste 1º período, foram feitas experiências ao nível da determinação do grau acidez/basicidade (valor de pH) de diversas soluções, reações de precipitação e dureza da água nas turmas do 8º ano e turmas dos CEF (ver vídeo).


Representante de CFQ - Vitor Mota


A Comemoração do Dia da Árvore


A sensibilização para a proteção das florestas nacionais e o modo de celebrarmos a ”Árvore” e os seus benefícios, tem vindo ao longo dos anos a cumprir um ideal educativo, pedagógico e cívico.

No seu conjunto, os alunos ao plantarem simbolicamente uma árvore, descobrem, por um lado, o nosso património florestal e, por outro, ocupam o seu próprio espaço  de participação e cidadania.

Ao ato de plantação associaram-se sempre palestras e textos educativos sobre a árvore e a importância da floresta, sem esquecer poemas compostos pelos alunos e recitados durante a festa ou ainda os hinos cantados em uníssono em homenagem à árvore.  

Nesta data em que se comemoram os 25 anos da nossa Escola iremos apresentar uma breve retrospetiva das Comemorações do Dia da Arvore, efetuadas ao longo destes anos letivos.

 

A Coordenadora do Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Teresa Costa